Diarréia: Sintomas e tratamentos

diarreia

diarreia consiste no aumento do número de evacuações a presença de fezes amolecidas e até líquida. Normalmente não são graves e prolongam-se pelo máximo no período de sete dias.

Entre os principais sintomas da diarréia está relacionada ao aumento do número de evacuações e a perda da consistência das fezes (conforme mencionadas) que consequentemente se tornam aguadas.

As piores complicações da diarréia estão relacionadas à desidratação. Adultos são os mais resistentes, porém os bebês, crianças e idosos desidratam-se com bastante facilidade. A boca fica seca, lábios rachados, confusão mental e até mesmo a diminuição da urina são sintomas de desidratação que, além de diminuir as reservas de água do corpo humano podem reduzir também os níveis de dois importantes minerais: o sódio e o potássio.

As principais causas da diarréia:

  1. Toxinas bacterianas como a estafilococus;
  2. Infecções por bactérias como a Salmonella;
  3. Infecções virais;
  4. Disfunção da motilidade do próprio tubo digestivo;
  5. Parasitas intestinais;
  6. Efeitos colaterais de algumas drogas, tais como os antibióticos, altas doses de vitamina C e alguns medicamentos para o coração e até mesmo para o câncer;
  7. Abuso de laxantes.

Os principais tipos de diarréia:

Diarréia comum: caracteriza-se normalmente por provocar apenas fezes soltas e aguadas. Ocorre mais em crianças. A mesma está associada a uma combinação de estresse, remédios e alimentos.

Diarréia infecciosa: além de também ser comum em crianças, provoca além dos sintomas da diarréia comum, febre, perda de energia e de apetite. É causada por viroses e bactérias. Se não for convenientemente tratada, pode demorar até uma semana os sintomas desaparecerem.

Amebíase: seu sintoma principal é uma leve dor de estômago e flatulência, causando inclusive febre, prisão de ventre, debilidade física e fezes aguadas com manchas de sangue. É causada por principalmente por um protozoário que invade o sistema gastrintestinal através da água ou alimento contaminado obviamente consumido.

Recomendações e Tratamentos

Beba muito bastante liquido. De preferência de 2 a 3 litros por dia. Infelizmente a água não consegue repor a perda do sódio e potássio, e por essa razão que suprir essa necessidade recomenda-se o soro caseiro ou outros líquidos que contenham essas substâncias.

  1. Não deixe de comer;
  2. Suspenda a ingestão de alimentos com resíduos tais como a salada, bagaço de frutas, etc;
  3. Bebe chá de camomila, hortelã e erva-doce;
  4. Não faça uso de adoçantes detentores de sorbitol;
  5. Não beba refrigerantes ou qualquer outro tipo de bebida no próprio vasilhame. Use sempre um copo preferencialmente limpo;
  6. Quando fizer gelo utilize água tratada e/ou fervida;
  7. Não consume leite ou seus respectivos derivados se tiver intolerância aos mesmos.
  8. Não se esqueça de lavar bem as mãos diversas vezes ao dia e, principalmente, antes das refeições.
  9. Ferva água de rios, lagos, riachos ou mesmo as de torneiras em locais onde não há tratamentos e, é claro, se tiver necessidade de beber.

Caso não haja uma melhora nos sintomas da diarréia procure um especialista de sua confiança. O mesmo lhe indicará o melhor tratamento no combate da mesma.