O CONSUMISMO EXAGERADO

Comsumismo exagerado

Um dos assuntos mais debatidos atualmente é o consumo além da conta, o consumismo exagerado. O comportamento de pessoas que tem compulsão por compras e que levam para casa até o que não precisam, não é difícil encontrar pessoas assim nas ruas… Porém, o consumismo exagerado é um problema sério e que muitas vezes merece atenção médica, assim hoje em dia tem se falado muito no consumismo sustentável, que é um consumismo consciente com o futuro.

Mas afinal, quem são os consumistas?

A resposta é: cada um de nós, pois hoje em dia há uma oferta contínua de que a felicidade pode ser atingida por intermédio dos objetos de consumo. Em algum momento ou outro, para poder corrigir um estado de angústia, ansiedade, tristeza, inércia ou tédio ocorre a tentação de comprar alguma coisa para que isso possa solucionar os seus problemas. As pessoas acabam consumindo para ter felicidade, e isso tem até afetado as crianças, com o chamado consumismo infantil e consumismo dos jovens.

Mas como saber se sou consumista ao ponto de precisar de tratamento?

Quando se chega a uma condição fora do limite, quando a pessoa fica obrigada a pagar contas, quando a pessoa tem que correr atrás do cheque especial ou cartão de crédito, quando a vida começa a girar em torno de cobrir dívidas e todo o resto começa a ficar pequeno diante do gasto, diante da compra, diante da dívida é um sinal de que o indivíduo sofre com o consumismo e de que ele precisa de tratamento.

Porque ocorre o consumismo?

O consumismo ocorre porque nós produzimos formas de convívio que produzem doenças. São formas de convívio que por um lado prometem a felicidade, um bem estar, uma melhoria na vida, mas que por outro lado oferecem novas doenças. Esse estilo de vida que hoje em dia é propagado de que você tem que ter as coisas, de que você tem que procurar cada vez mais a melhorar sua condição de vida por intermédio de bens de consumo produz doenças: faz com que algumas pessoas sejam capturadas e fiquem aprisionadas nesse circuito e não consigam sair.