Tipos de ácidos para a pele

Pele livre de manchas

Você com certeza em algum momento de sua vida já deve ter feito algum tratamento mesmo que brevemente com algum tipo de ácido, não é mesmo? Então, muito provavelmente você tem uma breve noção do quanto os mesmos são detentores de um importante princípio ativo que ajuda no rejuvenescimento, eliminando as “famosas” manchas, clareando e combatendo por fim a produção excessiva da pele. Neste artigo, especificamente, esclareceremos as principais concepções sobre, ressaltando o porquê os ácidos são os mais procurados para tratamentos estéticos.

As funções dos ácidos

Os objetivos dos ácidos é esfoliar a pele e descamar, semelhante a uma “troca de pele”. O resultado desse efeito é a eliminação das células mortas, além de prevenir o surgimento de novos cravos e novas espinhas, combatendo também aquelas já existentes. Os próprios ácidos atuam na derme estimulando a produção de fibras colágenas e elásticas, deixando a pele com uma textura firme, suavizando as rugas e, dependendo do caso, eliminando até manchas escuras da pele.

Os tipos de ácidos

1. Fítico: antioxidante e clareador.
2. Bórico: tem como função principal ser um antisséptico que aparece nas formulações de loções principalmente as tônicas.
3. Fenol: através do peeling profundo, o fenol combate os sinais do envelhecimento extremo.
4. Hialurônico: presente no nosso organismo de forma bastante natural, o hialurônico ajuda a enriquecer e amaciar a pele.
5. Málico: extraído da maçã, deixa a pele mais viçosa, clareando as manchas e, por conseguinte atenuando as rugas naturais da pele..
6. Madélico: esfoliante e clareador que ameniza os poros abertos. O mesmo pode ser utilizado em peelings ou cremes cosméticos industriais.
7. Resorcina: também usado em cremes ou peelings. É o mais indicado em tratamentos contra acne. Principalmente para quem tem pele oleosa.
8. Azeláico: responsável por clarear as “famosas” sardas e melasmas.

Outras funções e composições da maioria dos ácidos

Sempre derivado da vitamina A, são considerados o mais eficazes no combater ao envelhecimento e a acne, conferindo lhe maior firmeza e elasticidade à pele.

São recomendados na maioria das vezes em peelings, pois inicialmente, deixa a pele descamada e vermelha. Por essa razão da necessidade de se proteger contra os raios ultravioletas, usando o “famoso” protetor FPS de preferência acima de 15.

Ácidos mais utilizados:

Ácido Glicólico: Tem grande poder de rejuvenescimento, agindo também como esfoliante químico. Pode ser usado no verão, podendo aparecer (nas respetivas composições) principalmente em cremes ou peelings. Além disso, seus poderes hidratantes promove uma leve esfoliação da camada superficial da pele, facilitando a própria penetração e a de outras substâncias. Acelera – também – a renovação celular, deixando a mesma (pele) lisa e uniforme.

Importante:
Pode causar irritação em pessoas alérgicas ou de pele sensível.

Ácido Kójico: O ácido kójico é fotossensível, ou seja, não mancha a pele se a mesma é eventualmente exposta ao sol. Atua também como antisséptico, impedindo a proliferação de fungos e bactérias na própria pele, além de ajudar na prevenção do envelhecimento natural e cutâneo.

Hidroquinona: Ingrediente ativo mais prescrito pelos médicos dermatologistas para tratar manchas na pele além da prevenção da formação da melanina.

Importante:
A ação do ácido é lenta e os resultados costumam começar a aparecer apenas após 2 meses de uso diário.

Consulte um médico dermatologista para que o mesmo faça uma avaliação precisa sobre a sua pele antes de aplicar qualquer produtor, independentemente se ele for ou não um ácido.

1 Comment